Topo

Saudades de outrora.

É... como o tempo passa, e com ele as coisas boas da vida.
Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre, hoje vejo que isso não é verdade. Amizade, amigos... hoje nem sei mais onde vocês estão. Se estão casados, se estão bem estruturados, sem ao menos estão vivos! Se ainda riem, se jogam bola, se ainda lembram de mim como lembro de vocês.
Ah! Que época boa, eu era feliz e não sabia.
Lembro da época da escola, quando não tínhamos compromissos com nada, nos encontrávamos todos os dias, brincávamos, fazíamos graça, jogávamos bola... pois é amigos, como gostaria de estar perto de vocês agora. Como queria que vocês soubessem o quanto valeu nossa amizade, o quanto aprendi com vocês...!
Há coisas nessa vida que levarei comigo para a lousa fria, coisas que só à morte me esquecerei. E uma dessas coisas são vocês meus amigos...
Lembro-me das vezes que me sentia mal, ou que tudo estava dando errado, então eu ia procurar vocês, porque sabia que onde a “molecada” estivesse tinha alegria.
Se Deus me concedesse um desejo, não pediria dinheiro, mulheres, saúde. Se Deus me concedesse um desejo... pedira para volta no tempo, pediria que Ele me colocasse outra vez na mesmo sala de aula e que o tempo transcorresse novamente, pois só assim, os veria de novo, reviveria todos os momentos novamente...
Mas não posso voltar no tempo.
Um dia alguém me disse uma coisa que naquela época não dei muita importância, mas hoje entendo perfeitamente, o que esse alguém quis me dizer: “Nossa vida é única! Cada dia que passa é um dia a menos que ficamos nesse mundo! Se você não fizer hoje, nunca mais terá a mesma oportunidade, você pode ter outra chance, mas nunca a mesma oportunidade. Lembre-se: você nunca poderá voltar atrás, o que você pode é corrigir um erro, mas nunca voltar atrás”.
Hoje entendo perfeitamente o que ele quis me dizer, e é verdade, jamais poderei voltar no tempo...
O que me resta então, é ficar na esperança de que um dia, num amanhã qualquer... nos encontremos de novo. Mas sem nunca esquecer que o ontem já passou, e esse “amanhã”... talvez não chegue!

Gostou? Agora compartilhe!